Recentemente minha avó me perguntou: Você acha que para ser um bom escritor precisa ser um bom leitor?


Imediatamente, respondi que NÃO! 


A verdade é que, para mim, escrever e ler são dois processos totalmente diferentes. Não me levem a mal, eu adoro ler, agora, mas quando eu comecei a escrever eu realmente não era ainda uma leitora ávida como sou hoje; minha inspiração vinha de dentro, da vida, dos acontecimentos...


Com os livros da escola, eu apenas lia as páginas que os professores sugeriam que poderiam cair nas provas, ou lia um resumo na internet... É sério, comecei a gostar de ler apenas quando o quinto livro do Harry Potter foi lançado. Antes disso, e antes dos meus 9, 10 anos, quem lia os livros do Harry Potter para mim era meu pai - praticamente dez capítulos por dia - ele tentava me fazer gostar de ler, mas no começo eu nunca tinha paciência de escutar a história. Foi realmente com os filmes de Harry Potter e quando comecei a ler o livro por mim mesma, a partir do quinto livro da série, é que me tornei uma leitora para valer – afinal, não tinha paciência de esperar a próxima parte da história!


Bom, mas voltando ao assunto, quando minha avó me perguntou, eu falei exatamente isso, escrever e ler são dois processos totalmente diferentes, pelo menos para mim.

Quando eu escrevo eu estou em meu próprio mundo em um mundo criado por mim, onde cada palavra que eu coloco é uma opção minha para a minha história. Já na leitura, vejo as palavras de outra pessoa, que ela escreveu para sua própria história, não para a minha. Quando eu estou escrevendo eu geralmente evito ler, sim, às vezes eu leio outras histórias, porém tento pegar textos totalmente diferentes daqueles que eu estou escrevendo, assim estes não interferem no meu processo de criação - não quero copiar ou me influenciar por escritores, nem nas suas palavras e muito menos no estilo de escrita. 


Não quero que minha história se pareça ou faça lembrar uma história já vista antes – prefiro que minhas histórias sejam únicas, assim como todo escritor. Ninguém quer que suas histórias sejam cópias umas das outras. E os leitores sempre querem histórias únicas.


No final, os dois estão ligados, mas você não precisa ser necessariamente um leitor fervoroso para ser um bom escritor, e vice-versa, você talvez não seja um bom escritor por seu um leitor fervoroso. Muitas vezes leitores são ótimos escritores, mas para mim, mais do que ler e mais do que até mesmo uma imaginação completamente sem noção, onde não há barreiras, você precisa ser um bom observador.  Mesmo a história mais fantástica tem as mais comuns das expressões humanas. Essa é a minha opinião! Talvez nem todos concordem, mas é um bom debate – afinal essa é minha opinião e esse é meu blog não é mesmo? XP


Bjuuuuuuuussssssss XP

2 Responses so far.

  1. primeira ver que eu entro no seu blog e ja gostei.comecei a ler o post e ja segui kkkkk mas em fim vc respondeu uma pergunta para muitos e inclusive para mim muito obrigado e boa sorte!!!
    http://mergulhado-em-historias.blogspot.com/

  2. Camila P. says:

    Que legal esse seu ponto de vista, sempre meio que pensei que pra ser escritor deveria ser um mega leitor e tal... mas no meio do seu texto eu fui lembrando de qndo tentei escrever um livro, foi SUPER inspirado na minha história favorita, daí entendi mesmo o que vc quer dizer. Adorei o texto.
    ^^
    bju e até

Deixe seu Comentário